O que fazer antes de vir para o Canadá

ELISABRENNERCanadá2 Comments

É difícil encontrar alguém que não goste de viajar. Sair de casa, visitar lugares novos, provar comidas diferentes, conhecer uma nova cultura… viajar é mesmo maravilhoso. Por muito tempo a Europa e os Estados Unidos foram os destinos mais procurados pelos Brasileiros. Hoje em dia a realidade é outra, com o dólar americano lá em cima e o euro nas alturas, muita gente têm procurado outros lugares. E foi daí que o Canadá começou a se popularizar.

Vários fatores contribuíram para isso, o dólar canadense é mais barato já existem voos diretos para cá. Ano passado também saiu a notícia que os brasileiros não precisariam mais de visto, mas o Canadá já voltou atrás nessa decisão – entenda o que aconteceu aqui.

O Canadá é muito lindo, cheio de lugares bacanas e cidades fantásticas, mas eu sou suspeita para falar, né?! Então, se você quer vir passar as férias aqui, conhecer e tirar as suas próprias conclusões, nesse post eu vou contar o que você precisa fazer, ou em quais detalhes você deve pensar antes de pisar o solo Canadense.

Passaporte

Esse é bem óbvio né? O passaporte é o documento emitido pela Polícia Federal de validade internacional. Os passaportes mais recentes possuem um chip e têm a validade de 10 anos. Você pode requerer o seu pela internet nesse site aqui.

Dica: se você tem um passaporte que está perto de vencer e você vai tirar o visto canadense, renove o seu passaporte.

O visto canadense, diferentemente do americano, sempre terá a validade máxima do passaporte. Ou seja, se o seu passaporte for vencer em 2017 e você requerer um Visto Canadense, o seu visto irá durar no máximo até a validade do seu passaporte, que é 2017. Agora se você tem um passaporte mais novo, que irá vencer, por exemplo, em 2022, o seu visto poderá durar até 2022. Eu digo que poderá durar, porque é muito subjetivo, já que decisão dos prazos dos vistos está totalmente nas mãos do Governo Canadense.

Visto

Com o passaporte em mãos, o próximo passo é requerer o visto. Isso pode ser feito em qualquer despachante. Eu sempre recomendo que esse serviço seja feito por um profissional, porque são muitos detalhes, muitas coisinhas nas quais você pode se perder, e dar tudo errado.

A vantagem do visto Canadense é que você não precisa ir pessoalmente ao Consulado. O despachante irá mandar apenas o seu passaporte para São Paulo e tudo é feito lá. Eu chequei hoje, 30 de março de 2016, e segundo o site do Governo Canadense, os prazos para resposta dos requerimentos de vistos de turistas é de 16 dias (para brasileiros requerendo de fora do Canadá).

prazos visto

O Canadá possui algumas categorias de visto, as mais relevantes são:

  1. Categoria VH-1 –  visitor in transit through – que tem duração de apenas 48h, usado por quem precisa somente para fazer escala em algum aeroporto Canadense.
  2. Categoria V-1 visitor – é o visto concedido para turistas.
  3. Categoria SX-1 – student exempt – é concedido para aqueles  que têm a intenção de serem residentes temporários no Canadá, e estudarem por no máximo 24 semanas.
  4.  Categorias SW-1 e S-1 – student worker e student – visto concedido para estudantes matriculados em alguma instituição de ensino superior
  5. Categorias WX-1 e W-1 – worker exempt e worker – visto concedido para profissionais que irão trabalhar no Canadá

Lembrando que mesmo que você tenha um visto válido não é possível garantir que você poderá entrar no país ou ficar os 6 meses máximos permitidos pela categoria SX-1 e V-1, tudo isso será decidido logo após o desembarque, pelo oficial de imigração.

Dica: Com a categoria V-1 é possível fazer cursos de até 24 semanas, participar de reuniões com empresas, congressos e outros eventos, enquanto o mesmo estiver dentro da validade. Então, se você pretende fazer algum curso de curta duração, não é preciso requerer outra categoria de visto, o que acaba sendo um alívio para o bolso.

FullSizeRender[2]

Tem coisa melhor do que ter uma página cheia de carimbos no passaporte? haha

Dólar Canadense

Compre alguns dólares no Brasil. Não chegue aqui sem um centavo canadense no bolso, mesmo que você tenha cartão de crédito internacional desbloqueado. É muito arriscado, são tantas coisas que podem dar errado… desde perder o voo, e não encontrar o traslado pré-agendado, até um extravio de bagagem. Não conte com a sorte e se previna.

Para comprar os dólares, vá em algum lugar de confiança, seja ele casa de câmbio ou agência bancária. Você também poderá trocar seu dinheiro aqui, muitos lugares no Canadá fazem esse tipo de transação com o Real Brasileiro. Por isso, pesquise preços e se organize.

Passagem aérea

Hoje já existem voos diretos de São Paulo para Toronto, operados pela Air Canada, mas eles não costumam ser tão baratos.

IMG_1506

Dica: Se você já tiver visto americano, compre as passagens com escala nos Estados Unidos, elas costumam ser bem mais baratas.

Cidades para visitar no Canadá

Quando se fala em Canadá, as primeiras cidades que vêm à cabeça são Toronto, Montreal e Vancouver. Elas são as maiores e que mais recebem turistas, eu já conheço as três, e elas são mesmo incríveis, cheias de coisas para fazer e muitas belezas, cada um com a sua especificidade:

Toronto é o centro financeiro canadense, cheia de bares, restaurantes e muita coisa para se fazer. Montreal é lindamente francesa, tem o lado antigo e histórico e o lado moderno super badalado. Vancouver, do outro lado do país, é super verde, alegre e na beira do mar.

Mas o Canadá não se resume só a essas três cidades! Vários outros lugares incríveis estão aí para serem explorados, como Jasper e Banff, localizadas aos pés das Rocky Mountains, na província de Alberta, Victoria, que fica numa ilha e é a capital da província British Columbia, Quebéc, capital da província francesa de mesmo nome, que possui uma parte histórica fantástica, Ottawa, Capital Federal do Canadá e da Capital da província de Ontário, e muitos outros lugares no leste.

FullSizeRender[1]

Foto tirada em Jasper, AB, uma cidade super pequenininha e muito turística.

Dica: Não se prendam ao básico, façam as suas pesquisas, criem seu próprio roteiro e explorem!

Hospedagem

Depois de decidir a cidade, você deverá escolher um lugar para ficar, seja ele hotel, albergue, apartamento alugado, casa de amigo… é muito importante olhar a localização desse lugar antes de fechar qualquer pacote.

Prefira locais mais centrais, especialmente próximos de estações de metrô ou ônibus. O sistema público de transporte daqui é muito fácil e eficiente, e acaba sendo o melhor amigo dos turistas, já que ajuda muito na hora de economizar dinheiro.

Então vale a pena, gastar um pouquinho mais num hotel melhor localizado e economizar muito com táxi depois.

Dica: sempre dê uma pesquisada extra na localização da sua hospedagem, alguns lugares podem ser mais baratos, mas pode ser que isso tenha algum motivo chato… mesmo aqui no Canadá, existem algumas regiões – mesmo as centrais – que são um pouco mais violentas e perigosas que os outras. Não estou dizendo que o Canadá não seja seguro, só quero dizer que não é perfeito e existem alguns bairros piores que os outros.

Fazendo as malas

Com tudo acertado, é muito importante se atentar para a época do ano em que será feita a viagem para poder arrumar as malas. As estações do ano aqui são bem definidas: a primavera é chuvosa, verão é quente, outono venta muito e inverno… bom o inverno é congelante. Dê uma olhada no clima da cidade que você irá viajar e se prepare.

O clima no Canadá pode ser bem… diferente, por falta de uma palavra melhor. Teoricamente, o inverno dura 3 meses, mas em grande parte do Canadá ele pode durar até 8 meses, devido a proximidade com o Polo Norte. Então, mesmo na primavera e no outono, sempre carregue um casaquinho leve na bolsa.. o clima pode mudar sem nenhuma previsão e não tem nada pior que passar frio.

Dica: voos internacionais brasileiros permitem que cada passageiro despache até 2 bagagens de 32kg e leve consigo 1 bagagem de mão e 1 item pessoal (bolsa, mochila, leptop). Aqui no Canadá o sistema é outro; os voos domésticos só permitem que cada passageiro despache 1 bagagem de 23km e leve consigo 1 bagagem de mão e 1 item pessoal, qualquer coisa a mais é considerado extra e será cobrado por quilo. Tenham muita atenção à isso, caso vá viajar de avião para mais de uma cidade Canadense.

Com tudo isso feito e de malas prontas é só embarcar, espero vocês aqui!


Ah e não percam os próximos posts, em que eu vou contar o que vocês precisam saber depois de desembarcarem em terras Canadenses para poderem curtir uma viagem bem tranquila e poder desfrutar ao máximo o que esse país tem a oferecer.

FullSizeRender

 

Compartilhe!
0
YOU MAY ALSO LIKE...

2 Comments on “O que fazer antes de vir para o Canadá”

  1. Pingback: O que você precisa saber ao chegar no Canadá - Casei e Mudei

  2. Pingback: O que você precisa saber ao chegar no Canadá - Casei e Mudei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *